Extração de Espermatozóides

PESA

PESA é uma sigla derivada do inglês que significa aspiração percutânea de esperma do epidídimo.

Pacientes vasectomizados que não têm interesse em reverter serão submetidos ao PESA, assim como aqueles com ausência dos ductos deferentes ou com azoospermias (ausência de espermatozóides no ejaculado) obstrutivas causadas por processos inflamatórios.
O procedimento é realizado em hospital-dia sob anestesia e o paciente recebe alta no mesmo dia.

MICRO-TESE

É uma sigla derivada do inglês que significa microdissecção testicular para extração de esperma. Esse procedimento é indicado para os pacientes portadores de azoospermia não-obstrutiva. É realizado em Hospital-Dia sob anestesia.

Após a realização de incisão na região escrotal, aborda-se um dos testículos a fim de expor sua porção interna onde estão os túbulos seminíferos, local em que ocorre a formação e desenvolvimento dos espermatozóides. Com o auxilio de um microscópio cirúrgico, o urologista procura os túbulos mais dilatados, pois é neles que há maior probabilidade de encontrar espermatozóides.

O material coletado é enviado para o laboratório no mesmo momento e já analisado. Caso não se encontrem espermatozóides, prossegue-se a busca necessitando muitas vezes abordar os dois testículos. Nos pacientes com azoospermia não-obstrutiva, a micro-TESE é considerada o método mais eficiente, pois alia taxas mais elevadas de sucesso e menor dano testicular, quando comparada às variantes não microcirúrgicas. Após a recuperação anestésica completa o paciente é liberado para casa.