Câncer de Próstata

O tratamento cirúrgico do câncer de próstata, quando indicado, pode ser realizado pela via aberta (com corte) ou minimamente invasiva através de vídeolaparoscopia ou robótica.
Na cirurgia aberta, é realizado um corte abaixo do umbigo. A próstata é completamente removida e a bexiga é unida através de pontos com a uretra (canal por onde sai a urina). O paciente fica internado de 3 a 5 dias e recebe alta com uma sonda urinária que serve para auxiliar na cicatrização dos pontos realizados e permanece por um período de 10 a 14 dias.

Durante a cirurgia realiza-se técnica que visa preservar os nervos que atuam sobre a ereção e continência urinária, diminuindo as taxas dessas complicações que tanto preocupam o homem durante o tratamento.

A via laparoscópica deve ser realizada por cirurgiões com grande experiência, haja vista sua dificuldade técnica e necessidade de grande número de casos operados até que se atinja o aprendizado necessário.

Como opção à via laparoscópica tradicional, pode-se realizar a remoção da próstata por via robótica. Atualmente nos EUA, 75% das cirurgias de remoção da próstata são realizadas com auxílio do robô Da Vinci. A possibilidade de movimentos, instrumentos específicos, visão tridimensional proporcionados pelo robô tornam essa modalidade uma opção altamente eficaz no tratamento do câncer de próstata, permitindo uma rápida recuperação pós-operatória e consequente retorno às atividades diárias.